Transformação da aposentadoria faz segurado do INSS receber mais

Por: Max Leone Brasília – Aposentados do INSS que continuaram a trabalhar com carteira assinada têm possibilidade de aproveitar as contribuições previdenciárias feitas após a concessão do benefício. Mesmo com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que em outubro do ano passado, considerou improcedente usar os recolhimentos posteriores para recalcular a aposentaria, a chamada desaposentação, a Justiça Federal reconheceu o direito a um novo benefício levando em conta apenas o que foi pago depois que a Previdência liberou a aposentadoria. Os advogados denominam esse procedimento como “transformação da aposentadoria”. Sentença de 1ª instância em São Paulo, mantida pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região, garantiu a concessão de benefício maior

Ler mais

‘Revisão da vida toda’ eleva benefício em mais de 30%

Por: MARTHA IMENES Rio – Aposentada conseguiu na Justiça a revisão do benefício do INSS levando em consideração também a média de cálculo todas as maiores contribuições feitas antes de julho de 1994. “A regra em vigor, amparada na Lei 9.876/99, considera no cálculo da aposentadoria somente as contribuições após 1994”, informou a advogada Cristiane Saredo, do escritório Vieira e Vieira Consultoria e Assessoria Jurídica Previdenciária. Esse tipo de medida é conhecida como “revisão da vida toda”. Neste caso específico a segurada E.M.N.S. de 65 anos de idade, trabalhou de 1982 a 2009, quando ela se aposentou por tempo de contribuição, aos 54 anos. No cálculo inicial, o INSS só considerou as

Ler mais

Em 2016, Reforma da Previdência será novamente o alvo do Governo

Maurício Oliveira – Assessor econômico Para variar, o Governo Federal vai novamente tentar mexer nos direitos previdenciários. Alegando sempre a necessidade de redução de despesas, o Governo pretende negociar algumas mudanças na Previdência Social, tais como a desindexação dos reajustes dos benefícios, ou seja, a desvinculação do salário mínimo do piso previdenciário, o que pode significar que não haverá mais o aumento real. Além disso, o Governo defende o aumento da idade mínima para homens e mulheres, ampliação das restrições para a concessão das aposentadorias e pensões e aumento do valor das contribuições, especialmente dos servidores públicos. O ano de 2016 vai se caracterizar pela continuidade da recessão econômica e

Ler mais

Aumento sairá no dia 8 de janeiro

Nesta data será divulgado pelo IBGE o INPC de dezembro, fechando o acumulado de 12 meses Rio – O governo define no dia 8 de janeiro o percentual de aumento para os 32 milhões de aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS em 2016. Nesta data será divulgado pelo IBGE o INPC de dezembro, fechando o acumulado de 12 meses. O indicador serve de base tanto para a correção dos benefícios acima do salário mínimo, quanto para os que são vinculados ao piso nacional. O reajuste é a partir de 1º de janeiro. Pela proposta orçamentária aprovada para o ano que vem, o salário mínimo deve subir dos atuais R$ 788

Ler mais

Segurados do INSS já podem ver a primeira parcela do 13º salário

Valor está disponível para consulta na internet e começa a ser pago na semana que vem Por Paloma Savedra – Site O DIA Brasília – Os 28 milhões de segurados — aposentados, pensionistas e também quem recebe auxílio doença — do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem conferir pela internet o valor da primeira parcela do 13º salário que começa a ser pago semana que vem. A informação está disponível no site da Previdência Social na internet e basta o beneficiário checar o extrato de pagamento. Mas o dinheiro só cai na conta entre os dias 24 deste mês e 7 de outubro para quem recebe um salário mínimo (R$

Ler mais

Revisão de corte de pensionista começa a ser paga

Benefício que tinha sido cortado em 40% pela Medida Provisória 664 será atualizado na folha de agosto, incluindo atrasados Rio – Os beneficiários de pensão por morte do INSS que tiveram o valor reduzido pela Medida Provisória 664 em junho passado, começam a receber hoje a correção, juntamente com os atrasados. Os 44.718 benefícios de pensão por morte foram revistos pelo instituto e serão depositados diretamente na folha de pagamento. Com isso, viúvas e viúvos vão recuperar o corte de 40% imposto pelo governo federal na metade do ano. Além de valor com a renda mensal atualizada, os beneficiários que têm direito à revisão também vão ganhar as diferenças decorrentes dos

Ler mais