Governo quer reaquecer a economia com o dinheiro do trabalhador (FGTS)

Economista da COBAP escreve artigo com propósito de defender patrimônio da classe trabalhadora

Por Richard Casal

 

* MAURÍCIO OLIVEIRA (Assessor Econômico)

Na tentativa de tirar a economia do fundo do poço da recessão o Governo anunciou linhas de crédito da ordem de R$ 83 bilhões através dos bancos públicos (principalmente Banco do Brasil e BNDES). O curioso é que desse total cerca de R$ 40 bilhões (praticamente a metade) são recursos oriundos do FGTS, que é patrimônio do trabalhador.

A finalidade básica dos recursos do FGTS é destinada para o financiamento habitacional, preferencialmente de casas populares. Entretanto, o Governo pretende usar o dinheiro do trabalhador para outras finalidades, inclusive para grandes obras de infraestrutura que geralmente são comandadas por grandes empreiteiras e para que o setor provado possua recursos para o credito consignado.

Reaquecer a economia é fundamental para o país, principalmente para fortalecer a empresa nacional, aumentar a produção e ressuscitar o mercado interno com emprego e consumo.

Esse pacote do Governo ainda será debatido no Congresso Nacional e também pelas entidades representativas dos trabalhadores da ativas e dos aposentados e pensionistas. É preciso não desvirtuar a finalidade dos recursos do FGTS. É preciso defender o patrimônio do trabalhador.

 

Fonte: Site da COBAP

Deixe uma resposta