Em 2016, Reforma da Previdência será novamente o alvo do Governo

Maurício Oliveira – Assessor econômico

Para variar, o Governo Federal vai novamente tentar mexer nos direitos previdenciários. Alegando sempre a necessidade de redução de despesas, o Governo pretende negociar algumas mudanças na Previdência Social, tais como a desindexação dos reajustes dos benefícios, ou seja, a desvinculação do salário mínimo do piso previdenciário, o que pode significar que não haverá mais o aumento real.

Além disso, o Governo defende o aumento da idade mínima para homens e mulheres, ampliação das restrições para a concessão das aposentadorias e pensões e aumento do valor das contribuições, especialmente dos servidores públicos.

O ano de 2016 vai se caracterizar pela continuidade da recessão econômica e das incertezas políticas quanto às relações entre os Poderes Executivo e Legislativo. O movimento dos aposentados e pensionistas precisa se mobilizar deste agora para enfrentar os males da crise econômica e defender a Previdência Social pública como patrimônio do trabalhador e do aposentado.

É preciso iniciar uma mobilização nacional pela recuperação das receitas previdenciárias e contra os desvios de recursos da Previdência Social para pagar juros da dívida pública, que não para de crescer.

 

Fonte: Site COBAP

Deixe uma resposta