Aumento sairá no dia 8 de janeiro

Nesta data será divulgado pelo IBGE o INPC de dezembro, fechando o acumulado de 12 meses

Rio – O governo define no dia 8 de janeiro o percentual de aumento para os 32 milhões de aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS em 2016. Nesta data será divulgado pelo IBGE o INPC de dezembro, fechando o acumulado de 12 meses. O indicador serve de base tanto para a correção dos benefícios acima do salário mínimo, quanto para os que são vinculados ao piso nacional. O reajuste é a partir de 1º de janeiro.

Pela proposta orçamentária aprovada para o ano que vem, o salário mínimo deve subir dos atuais R$ 788 para R$ 871. O governo prevê que o INPC vai fechar 2015 em 10,37%. Assim, o teto dos benefícios pagos pela Previdência aumenta dos atuais R$ 4.663,75 para R$ 5.147,38. O percentual de reajuste para quem ganha mais do que o piso é o acumulado da inflação entre janeiro e dezembro de cada ano.

Já o mecanismo que determina a correção do salário mínimo vale para quem recebe o piso. Ele leva em conta a inflação acumulada do ano anterior acrescida à variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. O crescimento da economia foi de 0,1% em 2014. A proposta orçamentária inicial para 2016 que foi enviada para o Congresso Nacional em agosto previa aumentar o mínimo para R$ 865,46, considerando a fórmula de valorização do piso.

Começa a sair dia 25

Os benefícios corrigidos começam a ser pagos a partir de 25 de janeiro para quem ganha um salário mínimo e a partir de 1º de fevereiro para os segurados que recebem acima do piso nacional. O calendário de pagamentos da Previdência Social seguirá até o dia 5 de fevereiro, de acordo com o número final do cartão de benefício do INSS.

Consulta no site

A consulta aos novos valores pode ser feita a partir de 18 de janeiro no www.previdencia.gov.br. O extrato é liberado gradativamente, mas no dia 25 quando começam os pagamentos todos já estão liberados para visualização. É preciso selecionar “Extrato de Pagamento de Benefício”. Informar nome completo, data de nascimento, número do benefício e o CPF.

Estudo polêmico

Um estudo polêmico deixou aposentados apreensivos este ano sobre a data da correção dos benefícios. O governo chegou a cogitar uma proposta de adiar o reajuste do salário mínimo de janeiro para maio. O objetivo seria uma medida da União fazer caixa devido a atual crise econômica. Mas ao que parece a proposta não foi para frente.

Reajuste igual vetado

Houve tentativa do Congresso Nacional de fazer com que os aposentados que recebem acima do piso passassem a ter o mesmo reajuste de quem ganha o mínimo. A proposta foi vetada pela presidente Dilma Rousseff, que manteve a garantia de aumento real apenas para os segurados que têm benefícios de um salário mínimo. Para o restante, só a inflação.

Calendário de 2016

Os aposentados podem consultar em que dia vão receber seus benefícios em 2016. Basta acessar o site www.previdencia.gov.br e verificar o calendário. É preciso ficar atento aos feriados, que podem afetar as datas. Os pagamentos de março têm mudanças. Por conta da Sexta-Feira Santa, no dia 25, começa a ser depositado dia 24.

 

Pagamento deste mês

Os depósitos referentes a dezembro deste ano começaram no dia 22 e 23 deste mês, para segurados que recebem o mínimo e têm final de cartão 1 e 2, respectivamente. Depois dessa data, houve parada para o Natal, com o retorno dos pagamentos amanhã, dia 28. Os últimos depósitos voltam a ser feitos entre 4 e 8 de janeiro do ano que vem.

 

Por: MAX LEONE – Site O DIA

Deixe uma resposta