COBAP e Centrais assinam documento pela revogação das MPs 664 e 665

Em reunião ordinária do Conselho Nacional de Previdência Social – CNPS, realizada nesta quinta-feira (26/02), representantes do Ministério da Previdência fizeram uma apresentação das Medidas Provisórias 664 e 665 que alteram seguro desemprego, abono salarial, auxílio-doença e pensão por morte.

Através da apresentação, o Governo alegou a necessidade de realizar essas mudanças, não disse o objetivo principal: economizar R$ 18 bilhões para fazer frente ao rombo das contas públicas (o déficit fiscal primário da ordem de R$ 20 bilhões em 2014).

Durante a reunião, as Centrais Sindicais apresentaram um documento de repúdio a essas Medidas Provisórias, demonstrando os impactos negativos para os trabalhadores da ativa, aposentados e pensionistas. A COBAP, através do Conselheiro Luiz Adalberto, assinou imediatamente o documento, engrossando as fileiras de todos os que se posicionam integralmente contrários às Medidas Provisórias. Além do conselheiro, o vice presidente da COBAP, Moacir Meirelles, também participou da reunião.

Para as próximas reuniões do Conselho Nacional de Previdência Social, a COBAP encaminhou documento de propostas ao Ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, para que seja contemplada nas discussões futuras.

Fonte: Site COBAP
por: Maurício Oliveira e Lívia Rospantini

Deixe uma resposta