PRESIDENTE DA CÂMARA NÃO CUMPRE PROMESSA E PROJETOS DOS APOSENTADOS SÃO MAIS UMA VEZ ADIADOS

Centenas de aposentados vindos de diversas partes do País estiveram na Câmara dos Deputados ontem (14), para ver cumprida a promessa do presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves, de colocar em votação o Projeto de Lei 4434/08, que trata do reajuste das aposentadorias, e da Proposta de Emenda Constitucional 555/06, que finaliza com a contribuição previdenciária de servidores aposentados.

O presidente prometeu em plenário, na abertura do Encontro Nacional de Federações e Entidades de Base, realizada no dia 19 de setembro, em Natal (RN), que colocaria as propostas em votação fazendo justiça a milhões de aposentados brasileiros. O que Henrique Alves não falou, embora já fosse de seu conhecimento, é que o projeto de acesso à biodiversidade, que tranca a pauta desde o dia 11 de agosto, ainda estaria trancando a pauta para votações dos demais projetos de lei.

“Passamos a noite inteira dentro do ônibus, desconfortáveis, para acompanharmos essa votação em Brasília. É uma vergonha o que o governo está fazendo com os aposentados deste País”, disse um dos manifestantes. Caravanas de aposentados começaram a chegar em Brasília 9 horas e a última, de Minas Gerais, só deixou a Casa quando esta já esteva fechando, às 23 horas.

Reunião
O presidente da COBAP, Warley Martins, junto a uma comitiva de lideranças do movimento, se reuniu com Henrique Alves para cobrar a promessa em nome de centenas de aposentados e pensionistas presentes da Casa. O deputado disse que o projeto que tranca a pauta impossibilita a votação dos Pls, mas a PEC poderia ser votada ainda antes das eleições. Em solidariedade à bandeira unificada de reivindicações, os integrantes do Una – Se, Margarida Lopes (Anfip) e Edson Haubert (Mosap), afirmaram que a PEC deve ser votada juntamente com o PL.

Os líderes do movimento indignaram-se com a falta de palavra de Henrique Alves. “Milhões de aposentados aguardam uma resposta para hoje, centenas se sacrificaram em longas viagens para estarem aqui presentes nesse momento histórico para nossa categoria, e hoje recebemos mais uma porta na cara”, esbravejou Warley. Ao plenário, dirigentes afirmaram que os aposentados do Rio Grande do Norte não devem confiar em Henrique Alves, que é também candidato ao segundo turno do governo do estado.

Deixe uma resposta